Porsche Mission E – Está chegando

ATENÇÃO TESLA ! MISSION E na área !

Tesla está sendo usada como benchmark pelo pessoal de desenvolvimento do Mission E na Porsche. Deve estar orgulhosa, mas também deve estar preocupada. Foram fotografados protótipos do Mission E (sim, ele está chegando!), camuflados e sendo testados na Alemanha. Os protótipos estavam acompanhados de um Model S e de um Model X, respectivos sedan e SUV da Tesla.

Créditos: Evo

Créditos: Evo

Créditos: Evo

Créditos: Evo

Porsche fábrica hoje, alguns automóveis híbridos impressionantes, incluído nesta lista o seu mais recente e poderosíssimo super carro, o 918 Spyder. O Porsche Panamera Turbo S E-Hybrid Sport Turismo com seus 680 hp é uma boa mostra do quanto a Porsche leva a sério a inevitável “eletrificação” de seu portfólio de produtos. Isto posto, ninguém, muito menos a Tesla, deve minimizar ou menosprezar a intenção da Porsche de colocar o Mission E em linha de produção, e principalmente, honrando o nome e tradição de seu fabricante. Deve-se esperar uma performance a altura do nome Porsche para o Mission E. Para isto, Porsche está desembolsando 750 milhões de dólares no seu desenvolvimento e uma nova linha de montagem com 1000 funcionários novos exclusiva para o Mission E. Não se sabe se este nome será mantido, mas até lá, é Mission E.

Créditos: Evo

Créditos: Evo

Créditos: Porsche

Créditos: Porsche

O visual dos protótipos não está muito distante do surpreendente design apresentado ao mundo pelo protótipo de 2015. As proporções do veículo são basicamente as mesmas e as dimensões devem também devem sê-lo. As portas traseiras suicidas sem coluna B formando um mega acesso ao carro não sobreviveram às agruras da realidade que a produção impõe. A frente tem o mesmo formato, com seu porta-malas dianteiro, mas o detalhe que eu particularmente mais gostava, as tomadas de ar laterais incorporadas à reentrância onde ficavam os faróis não foram mantidas. Provavelmente em função de exigências regulatórias visando a segurança de pedestres em caso de atropelamento. O farol em conjunto de 4 leds aparece em alguns protótipos, mas não em todos, levando a crer que provavelmente será um item opcional ou dependerá de versões para te-los ou não. A traseira tem um aerofólio móvel, mas devidamente camuflado nos protótipos. As saídas de escapamento falsas podem ser descartadas, não verão a luz da produção.

Créditos: Evo

Créditos: Evo

Créditos: Porsche

Créditos: Porsche

O Mission E não será um Panamera totalmente elétrico, nem usará a plataforma do Panamera, terá sua própria plataforma, o que só enfatiza a seriedade com que Porsche está encarando a onda elétrica chegando. A julgar pela semelhança com o veículo conceito apresentado em 2015 em seu exterior, espera-se que o interior também siga a mesma tendência. O monobloco utilizará ligas leves de magnésio, fibra de carbono, aluminio e aço.

Créditos: Porsche

Créditos: Porsche

Os motores do Mission E virão diretamente das pistas de corridas. Suas duas unidades de força serão adaptadas das utilizadas no híbrido Porsche 919, vencedor de Le Mans em 2015, 2016 e 2017. A expectativa é de 600 hp de potência para o conjunto com uma autonomia de 500 km. A aceleração de 0 a 100Km/h será de 3.5 s, ou mais, visto que algumas versões do Tesla model S já alcançam os 100 km/h em menos de 3.0 s. Ao contrário da Tesla, Porsche tem um enorme legado tecnológico para inserir nos seus carros que vão muito além do trem de força, então podem apostar que vetorização de torque, direção traseira, todo o seu know-how de suspensões e de babás eletrônicas que não cortam o barato do motorista estarão embarcadas no Mission E. Em suma, um verdadeiro Porsche.

Comente 0
AMG Project One - da Formula 1 para as ruas
< Post Anterior
AMG Project One - da Formula 1 para as ruas
Comente via Facebook
Deixe um comentário!

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado. Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui